Calor: Tradução em Portugues e Letra - Sule B

A Letra e a Tradução em Portugues de Calor - Sule B
Calor: Tradução e Letra em Italian - Sule B Italian
Calor: Tradução e Letra em Ingles - Sule B Ingles
Calor: Tradução e Letra em Espanhol - Sule B Espanhol
Calor: Tradução e Letra em Frances - Sule B Frances
Calor: Tradução e Letra em Alemao - Sule B Alemao
Calor: Tradução e Letra em Portugues - Sule B Portugues
Calor: Tradução e Letra em Russo - Sule B Russo
Calor: Tradução e Letra em Holandês - Sule B Holandês
Calor: Tradução e Letra em Sueco - Sule B Sueco
Calor: Tradução e Letra em Norueguês - Sule B Norueguês
Calor: Tradução e Letra em Dinamarquês - Sule B Dinamarquês
Calor: Tradução e Letra em Hindi - Sule B Hindi
Calor: Tradução e Letra em Polonês - Sule B Polonês
Abaixo, você encontrará letras , videoclipes e traduções de Calor - Sule B em vários idiomas. O vídeo da música com a faixa de áudio da música será iniciado automaticamente no canto inferior direito. Para melhorar a tradução, você pode seguir este link ou pressionar o botão azul na parte inferior.

Calor
Letra de Sule B

Yeah, yeah, yeah


Siente el olor de los blunt que me fumo
Mata el drama y el dolor que consumo
Número uno en el bloc
Aparta los lastres que ve' en el camino
Gitanos, negros, blancos, latinos
Escuchan mis temas y flipan conmigo
Estudiantes, currantes, camello y bitchies
Todos levantan los brazos, capicci?
De to’as las naciones, como los de
Así nací, nunca lo puse fácil
Pa' mí tu trono, bastardo sin fe
Te quito el puesto si me da de comer
Me la suda la escena, la fama, tus fans
La firma de ropa que pueda llevar
Tus ganas, tus rimas, tus tonos, tus tablas
Si al bajar del show no sé de qué hablas
Mueve tus fichas de polen o chicha
O cuida la fecha de pago o te linchan
Vuelo en tu coche, siente el calor
Todo el que me escucha conoce al mejor

Haciendo rap tantos años se pierden
Cuando lo sienten, siempre nos piden más
En este juego lo traigo caliente
al ambiente siempre en la capital
Haciendo rap tantos años se pierden
Cuando lo sienten, siempre nos piden más
En este juego lo traigo caliente
al ambiente siempre en la capital


Fuego en mis bambas, calor de septiembre
El Juancho en serpientes
Me acechan, me siguen ¿Qué quieren? Joderme
Que suba la pista y que baile caliente
Que pase de todo, tú vente ya, primo
Que paso los veinte, la vida es un timo
Si llega diciembre, me guardo el racimo
Si llega aquí Hacienda, le estampo el recibo
Nos creen delincuentes, con ropa crecimos
Mantente pendiente, está el Sule conmigo
La gente de a pie cree que sólo es mi amigo
Y la sangre que fluye es la misma, su primo
Entre micros con hash, de conciertos a líos
Los moros te dan las culeras, podrí'os
Se quedan tus dientes, si muerden, me fio
Yo bastante más de lo mío
La peña que va con el morro torcí’o
Tú sientes si esnifas que el yeyo está frío
Sedúceme río, se pierde el misterio
Lo cato, lo peso, lo fumo, lo fío

Haciendo rap tantos años se pierden
Cuando lo sienten, siempre nos piden más
En este juego lo traigo caliente
al ambiente siempre en la capital
Haciendo rap tantos años se pierden
Cuando lo sienten, siempre nos piden más

En este juego lo traigo caliente
al ambiente siempre en la capital


Siente la llama, el fuego en mis ojos
La hierba en mis yemas, las tuyas bien lejos
El rojo en la sangre, sentirme el mejor
Es la terapia perfecta, mi amor
Rezar por mi homie lejos de las rejas
Echar con los fajos encima, relaja
Verdes, azules, morados, naranjas
La moraleja aquí es sacar ventaja


No es por joder, es la verdad
Tenéis que cambiar de mentalidad
Vivir en la nube no vale, los pies en el suelo
Dejad de soñar
No es por joder, es la verdad
Tenéis que aprender de la realidad
Vivir en la nube no vale, la droga
Ya no te deja pensar
Cuida'o con las trampas y trabas que ponen
Vigila tu espalda de aquellos cabrones
Quisieron joderme y no saben con quién
Dame un abrazo y no sufras mujer

Haciendo rap tantos años se pierden
Cuando lo sienten, siempre nos piden más
En este juego lo traigo caliente
al ambiente siempre en la capital


Enfrente al cuaderno, recarga las balas
Convierte en infierno a la peña en la sala
Conquisto las guapas, evito a las raras
Encripta tus vicios, no olvido una cara
Ladrillo, hormigón donde pones tu piedra
No hacer el cabrón si te sigue la mierda
Araña el metal hasta ver qué sucede
Cañas y cebos, España en mis redes
Bolígrafos, bloc, tu bloque en mi show
Tu puerta, mi toc, tu tiempo, mi clock
No pierdo el tiempo, cantante de pop
No soy un padrino y me tratan de don
Yo quito con palos la mierda en mi suela
Pastillas en niños a imagen abuelas
Vestido de vida en el rap aunque duela
Sus ojos que lloran, cebollas que pelan
Marqués y Sule, Sule y Marqués
Rimando a las 3, a las 4 de un martes
Genios nos gritan rapeando en el parque
Estos cabrones delgados lo parten


Oye ¿Tú cuándo has escucha'o una mierda así? ¿Cuándo?
Suite Soprano ¿Cuándo?
La Rue Estudio, loco
Sule B, J. Marqués ¿Okay? 2011

Calor
Tradução de Sule B em Portugues

Sim, sim, sim


Sinta o cheiro dos contundentes que eu fumo
Mate o drama e a dor que eu consumo
Número um na almofada
Jogue fora os fardos que você vê na estrada
Ciganos, negros, brancos, latinos
Eles ouvem minhas músicas e surtam comigo
Alunos, trabalhadores, camelos e vadias
Todos levantam os braços, capicci?
De todas as nações, como as de
Assim nasci, nunca facilitei
Pra mim teu trono, bastardo sem fé
Eu tomo seu lugar se Isso me alimenta
A cena, fama, seus fãs me suam
A assinatura de roupas que posso usar
Seu desejo, suas rimas, seus tons, seu mesas
Sim Quando você sai do show não sei do que você está falando
Mova seu pólen ou chips de chicha
Ou cuide da data de pagamento ou eles lincham você
Eu vôo no seu carro, sinto o calor
Tudo Aquele que me ouve sabe o melhor

Fazendo rap por tantos anos que se perdem
Quando eles sentem, eles sempre nos pedem mais
Nesse jogo eu trago quentinho
para o meio ambiente sempre na tampa Tal
Fazendo rap por tantos anos que se perdem
Quando sentem, sempre nos pedem mais
Nesse jogo eu trago calor
para a atmosfera sempre no capital


Fogo em meus tênis, calor de setembro
Juancho em cobras
Eles me perseguem, me seguem O que eles querem? Foda-me
Deixe o chão subir e dance quente
Deixe tudo acontecer, vamos lá, primo
Isso aconteceu ser vinte, a vida é uma farsa
Se dezembro chegar, eu Eu fico com o molho
Se o Tesouro chegar aqui, eu carimpo o recibo
Eles acreditam que nós somos criminosos, nós crescemos com roupas
Fique ligado, Sule está comigo
As pessoas comuns acredite que só Ele é meu amigo
E o sangue que corre é o mesmo, seu primo
Entre microfones com haxixe, dos shows à bagunça
Os mouros te dão o cu, você poderia
Se Seus dentes ficam, se mordem, eu confio
Eu muito mais do que os meus
A pedra que vai com o nariz torto
Você sente se bufar que o yeyo está frio
Me seduza, rio, o mistério está perdido
Eu como, eu peso, eu fumo, eu confio

Fazendo rap tantos anos estão perdidos
Quando eles sentem, eles sempre nos pedem mais
Nesse jogo eu trago o calor
para o clima sempre da capital
Fazendo rap tantos anos se perdem
Quando eles sentem isso, eles sempre nos pedem mais
Neste jogo eu trago calor
para o meio ambiente sempre na capital



Sinta a chama, o fogo nos meus olhos
A grama nos meus amigos, vocês bem longe
O vermelho no sangue, sinta-se melhor
É a terapia perfeita, meu amor
Reze por meu mano longe dos bares
Jogue com os pacotes por cima relaxe
Verdes, azuis, roxos, laranjas
A moral aqui é aproveitar


Não é para foder, é a verdade
Você tem que mudar sua mentalidade
Viver na nuvem não vale, pés no chão
Pare de sonhar
Não é para foder, é a verdade
Você tem que aprender com a realidade
Viver na nuvem não vale a droga
Já não te deixa pensar
Cuidado com as armadilhas e obstáculos que eles colocam
Cuidado com aqueles desgraçados
Eles queriam me foder e não sabem com quem
Me dê um abraço e não sofra mulher

Fazendo rap tantos anos se perdem
Quando eles sentem, eles sempre nos peça mais
Neste jogo eu trago quente para o meio ambiente sempre na capital


Na frente do notebook, recarregue as balas
Transforme a pedra no inferno da sala
Eu conquisto as garotas bonitas, evito as raras
Criptografe seus vícios, não me esqueço de um rosto
Tijolo, concreto onde você põe sua pedra
Não seja o bastardo se merda te segue
Raspe o metal até ver o que acontece
Varas e iscas, Espanha em minhas redes
Canetas, bloco de notas, seu bloco em meu show
Sua porta, minha batida, sua vez, minha relógio
Não perco tempo, cantor de pop
Não sou padrinho e me tratam como um presente
Retiro a merda com pauzinhos na sola
Comprimidos em crianças à imagem das avós
Vestido da vida no rap mesmo que doa
Seus olhos que choram, cebolas que descascam
Marqués e Sule, Sule e Marqués
Rimando aos 3, às 4 de uma terça-feira
Gênios gritam conosco fazendo rap no parque
Esses desgraçados magros quebram


Ei, quando você ouviu merdas como essa? Quando?
Soprano Suite Quando?
La Rue Study, louca
Sule B, J. Marquis Ok? 2011

Melhorar esta tradução

Devido à falta de tempo e de pessoas, muitas traduções são feitas com o tradutor automático.
Sabemos que não é o melhor, mas é o suficiente para deixar claro para aqueles que nos visitam.
Com a sua ajuda e a dos outros visitantes, podemos fazer deste site uma referência para as traduções de músicas.
Você quer dar sua contribuição para a música Calor? Estamos felizes!

CRÉDITOS

A música "Calor" foi escrita por Juancho Marquu00e9s, Sule B e Yven (Espau00f1a). Apoie os autores e rótulos por trás de sua criação, comprando-o, se desejar.

Sule B

Calor: Tradução e Letra - Sule B

Calor

Sule B lançou uma nova música nomeada 'Calor' extraída do álbum 'MVP' e nos estamos felizes en mostrar-lhes o texto e a tradução.

As 5 músicas que compõem o álbum sãos as seguintes:

Aqui está uma pequena lista das músicas que poderia decidir cantar que incluirá o álbum do qual ele desenhou cada música:

Outros álbuns de Sule B

Este álbum com certeza não é o primeiro da sua carreira, queremos lembrar álbuns como Neo Noir.

Ultimas Traduções e Letras Inseridas Sule B

Ultimas Traduções e Letras Inseridas

Traduções mais vistas esta semana