Selva De Concreto: Tradução em Ingles e Letra - Nocivo Shomon

A Letra e a Tradução em Ingles de Selva De Concreto - Nocivo Shomon
Abaixo, você encontrará letras , videoclipes e traduções de Selva De Concreto - Nocivo Shomon em vários idiomas.
O vídeo da música com a faixa de áudio da música será iniciado automaticamente no canto inferior direito.
Para melhorar a tradução, você pode seguir este link ou pressionar o botão azul na parte inferior.

Selva De Concreto
Letra de Nocivo Shomon



Percebo o que tá acontecendo
Maldade tem de sobra, pra entender
Rap é soro pro meu veneno
Minha intenção não é machucar, seu deus tá vendo
Sociedade: a fauna mais macabra que eu pude presenciar
Que pelo pódio qualquer coisa tá valendo
Essa é pra quem matou, se não matou
Se pá marcou, e vai rodar
São várias voltas grandes no mundo pequeno
Quem fala é o caçador, rasgando a dor
Preparado pra revidar
Mando um salve pros braço
Em vida fecho com a matilha
Furando concreto no aço
Brinquedo não pega na pilha
Tirando pele de raposa
Que passa por nós pelas gíria
Onde todo animal fala
Nem todos protege a família
Não quem comprava, eu era quem tava vendendo
Num é por orgulho e não é pra se envergonhar
Foco na causa, domínio do meu terreno
Faço escola, traço à risca
E quem não é não vai passar
É a lei da selva, chapa
A insanidade às vezes cruza meu caminho
Nota de cem eu nunca vi ninguém rasgar
Nego, parece, mas eu nunca tô sozinho
Conheço a trilha e sei bem onde vai dar

Na floresta de concreto e aço

Ya, ahn
Raio laser, é a Blazer
Na biqueira de cima
Plantando ódio na favela
Colhendo bomba de Hiroshima
Perfume de jasmin
É o mal que se aproxima
Vocês nasceram com grana
Nós nascemos com rima
Cantei no calabouço quando escrevendo frases
E o sofrimento que cria, poetas e kamikazes
Mundo moderno, só futilidade
Espalhando maldade através do Iphone
Verão no inverno
Mudaram o clima do inferno
PM no bote de drone
Ouvindo Post Malone
Batendo pique Stallone
E se Jesus não voltar eles fabricam clone
Querem falar de amor
São pedras nessa trilha
Se cuide coração, o abraço é uma armadilha
O ódio fez cartilha nessa escola de lágrimas
Vingança é como um câncer que se espalha igual magma

Mundão perigoso como um alçapão
Trago ou sinto a falta de vários irmãos

País do futebol, não consegue educar
Quantos vão morrer sem voz se o rap se calar?
Orra vagabundo ó, vou te falar
Menor que atira é preso, não quem fabrica HK
Temos cara de bandido que assusta a dona Lívia
Não quem carrega nave com a coca da Bolívia
Num rio de solidão
Querem um gole de fama
Difícil achar amor onde é fácil ir pra cama
Governo dá risada enquanto meu sangue derrama
E o craque da quebrada levou 10 no fliperama
O crack na quebrada mais família a sucumbir
E a modelo do baile hoje parece um zumbi
Sou da época de épicos
Moonwalk, dread
Hoje a pedra faz o gueto parecer The Walking Dead
Criaturas do concreto traz um pino de antraz
A verdade te condena e a loucura te satisfaz

Na floresta de concreto e aço

Entre homem simples seus androides vi
Digitalizaram ódio, amor, virando óleo de
Máquina pra maquinar na indústria de menores zika
Maior na condução da boca mais forte da família
O pai morreu na guerra e a mãe na fila do transplante, liga
Uma menina se chamava Olívia, deixou falando em Bernardes
Mais vale uma pistola e uma vadia
Do que seus paradigma
E a segurança, porra de polícia
Foda-se
Memo se eu morrer hoje cês vai me ouvir
Cantando pro'cês o que o espelho só falou pra mim

Quem não paga o preço

O sistema é cabresto

Meu coração não é panfleto

Não é questão de branco ou preto
Somos reféns da cidade
Rua não tem liberdade
Uns estão preso à vontade
Outros tão livre sem chaves

Numa prisão sem ter grades
Coisa de mentalidade
Escravos da sociedade
Vivendo sem novidade
Vaidade cresce, tem ninguém pra se importar
A melhor parte de mim é o ódio vai salvar
Me resgato, dou esperança a quem tá fraco
Que saco, não aguento os mesmos papo
Os mesmos erros, os cheiros
Os perrequeiros, que bosta
Você diz que a rua é escola
Qual matéria que mais gosta?
Atirar só pelas costa
Aprender pedir esmola
Prostituir menor é moda

Cornear então tá
Minuto de prosa
Os moleque sem pistola
Dão garrote nas idosa
O que mais me incomoda:
Rap não foca
Mas eu vou compor trovas
Gira o mundo, gira a roda
Você mendiga o rico, não sabe o que é somar
Seu rosto julga os bico, os dedo é pra apontar
Ah vá, Helião boca de se lascar
Sua mente é o meu parque, vem cá
Voltei pra passear

Selva de concreto
Vida longa papo reto
Resistência, união, atitude
Vários mente fraca na mentira se ilude
No verso ecoa a voz
Fechadão com quem ta com nós
Favela é um bom lugar, dizia Sabota esteja em paz, em paz
Favela é um bom lugar, dizia Sabota, ecoa na voz
Ecoa na voz
Resistência, união, atitude
Resistência, união, atitude
Vários mente fraca na mentira se ilude

Sistemática da norte
Problemático e sem sorte, eu
Me juntei com os vagabundo pronta pra dar um pinote
Pra me libertar dou o máximo do meu potencial
Biatch, shut up, look at me now!
A luta e o luto tem um certo parentesco
Crise no país Carnavalesco, será um pretexto?
Expondo a falta de esforço que o nosso sistema é feito
Sem cantar frase de efeito
Ou que seja pra impôr defeito
Eu peito de peito aberto pra que seja feito assim
Pique Martin Luther King but
I have dream
Que é permanecer cantando
Igual Febem
Eu quero roubar um forte carro esse ano, mano
Esforço desumano
Como disse meus mano
Nós tamo trabalhano
Então cê passa o pano
Quando cê vê os cano
Que nói' não tá brincando
E quem pensa errado demais acaba se atrapalhando

E é o produto externo
E caiu como uma luva
Saio daqui, volto daqui e nada muda
E as novinhas cresceu e o tráfico tá na mesma curva
E nós nasceu pra ser artista na rua, mano
Por entre as carnes que sentem e o sistema que abusa
Pelos mortos que ficaram em claro nas noites turvas
Ah, ai moça, se pediu uma, pede duas
Vou entregar pu'cê também o mundo junto com a lua
Tem produto pra dar, pra vender mas nós usa
A paz ta mente e a segurança, na cintura
Cada rua, uma rua, cada carne, cada corpo
E as nuvens vindo alimentando outra ditadura
E eu, e eu eu moro aqui sim senhor!
Eu sou daqui sim senhor!
Mas, eu não te devo aonde eu vou e nem desculpas
Inverteram o padrão, é o produto interno bruto
E palavras curtas pra longos dias de luta
E eu tava cansado de tudo que eu via
Garganta secava, outro show que eu fazia
Olhares me cercavam uma parte de mim
Uma noite pra nós
Madrugada a sós, uma noite de guerra
Os amigo armado, a quebrada vazia
Nadando em mares violentos
Ao lado, sereias, piranhas e iscas
Aqui o chão que pisa explode
Aqui o que fode, a vida inspira
E o que sobra a vida vende, praças sagram
E as luzes piscam
Câmeras olham
E olhares gravam tudo
E ninguém quer ser testemunha e nem confiar na policia

Décadas de primavera e a mãe ainda tá sem notícia, ahn
E a unica certeza é que vai chover de policia lá
Décadas de primavera e a mãe ainda tá sem notícia, ahn
E a unica certeza é que vai chover de policia lá

Selva De Concreto
Tradução de Nocivo Shomon em Ingles



Percebo what's going on
The evil must be there to understand
Rap is a serum for my the poison
It is not my intention to hurt you, its the god you see
Company: the wildlife of a more macabre than I was able to see
That for the win any thing it's worth
This is for those who have killed, if not killed
If the blade struck it, and it will run
They are several times larger in a small world
Who is the hunter, tearing through the pain
Ready to fight back
I send you a save pro arm
In the life of zip the dog
For drilling concrete, steel
The toy does not pick up the pile
Apart from the skin of a fox
That goes for us throughout the game
Where are all the animal talks
Not all of protect your family
Not the one who bought them, and I was the one who was selling it
One that is proud, and you don't want to be ashamed of yourself
Focus on the root cause, the domain of a mine field
I do the school dash out to the letter
And those who don't it's not going to go
It is the law of the jungle, birch
The insanity that at times it crosses my path
A note of a hundred-I have never seen anyone tear up
Still, it would seem, but I will never, I'm alone
I know the trail and know where it is going to give you

Na-forest-of-steel-and-concrete

Ya, well
The laser beam is in the Jacket
At the toe of the top
To plant a hatred in the community
Reaping the harvest of the bomb of Hiroshima
The scent of jasmine
It is the evil that approaches
Do you have the money
We are all born with a nursery rhyme
I've been singing in the cell, when writing the sentence
And the pain that it creates, poets, and kamikaze
The modern world is only in
The spreading of evil through the Iphone
Summer in the winter
They changed the climate of hell
AM in the boat of looking at
Listening To The Post Malone
Hitting the pike Stallone
And if Jesus doesn't come back they make a clone
They want to talk about love
They are the stones in the track
If you take care of the heart, the hug is a trap
Hate made a booklet at the school of tears
Revenge is like a cancer that spreads is equal to an enhanced

nMundão dangerous, like a trap door
I bring you and feel the lack of a number of brothers

País of football, and are unable to educate
How many are going to die, and have no voice in the rap to shut up?
Nose bitch oh, I'm going to tell you about
Less that he is a prisoner, not the one who manufactures in HK
We are the face of the villain who scared a lady in his human body
They load the ship up with coca-cola in Bolivia
In the solitude of
Looking for a bit of fame
Hard to find a love, where it's easy to go to bed
The government gives a chuckle as my blood pours out
The man from the broken, led to a 10 on you?'
The crack in the hood most families to fall
The model of the ball and today it looks like a zombie
I'm from the era of the epic
Moonwalk, dread
Nowadays, the rock makes the city seem like The Walking Dead
The creatures of the concrete, it brings in a stud of anthrax
The truth is you and condemns you, and the madness to satisfy you

Na-forest-of-steel-and-concrete

Entre a simple man to your match vi
Digitalizaram the hate, the love, the turning oil of the
The machine to machine industry, the smaller zika
Most in the driving of the mouth, the stronger the family
His father died in the war, and his mother in the queue for the transplant, and the league
A little girl named Olivia, left, speaking at the national judiciary.
It's a gun and it's a bitch
His paradigm
And it's safe, fuck the police
Fuck you
In the Memo, if I have to die, now cs is going to listen to me
Chanting pro cs that the mirror is only said to me:

nQuem not have to pay the price, '

the system is a halter

Meu the heart is not a flyer, '

no it is a matter of black or white
We are the hostages of the city
The street is not free
Some are chained to the will of
Others as free with no keys

In a prison without bars
Something of the mentality of
The slaves of the society
Living without the novelty of
The vanity is growing, you have no one to care
The best part, to me, is the hatred, is
I've rescued, I hope the one who's weak
I draw, I can't stand in the same chat room
The same error, and the le
The perrequeiros, which would
Are you saying that the street is a school
What is the matter that you like the most?
Fire-by the shore
Learn how to ask for gifts for the needy
Prostitution less about fashion

nCornear so it's
Minute of a conversation
The kid without a gun
Give the tubing in the elderly
The one that bothers me the most:
The Rap does not address
But I'm going to render to his
Spin the globe, spin the wheel
You are a beggar and the rich man, he does not know what it is to get
Your face will be the judge of the nozzle, and the finger is supposed to point to
Oh, go on, Helião the mouth of the chipping
Your mind is my playground, come
I went for a walk '

Selva concrete
Life is a long chat straight
Strength, unity, an attitude of
Many weak-minded in the lie, lie to yourself
On the back is echoed in the voice of
Fechadão up with who's with us
The Favela is a good place for you, said he Sabotages you're at peace, at peace
The Favela is a good place for you, said he Sabotages, is echoed in the voice of
It echoes in her voice
Strength, unity, an attitude of
Strength, unity, an attitude of
Many weak-minded in the lie, lie to yourself

nSistemática of the north
Trouble, and with no luck, I
I have joined up with the rogue, ready to give you a pinote
'I'm free, I give the maximum of my potential
Biatch, shut-up, look-at-me-now!
The struggle and grief have a certain relationship
The crisis in the country, the Carnival will be an opportunity?
By displaying a lack of effort on the of our system is done
In a non-singing tag line
Or is for setting up default
I have the chest, the chest is open for that to be done as well
Pike, Martin Luther King, but
I like to dream
It is to stay singing
Equal To (Febem)
I want to rob a strong car this year, man
The effort africa
As I said, my bro
We are tamo trabalhano
So, tha ' goes on the rag
When you have rights to see the pipe
They nói' we're not messing around
And anyone who thinks it wrong too much to end up messing up

E) it is the product of the external
And it was like a glove
I get out of here, come back here, and nothing changes
And in the brand new has grown and the traffic's on the same turn
And we were born to be an artist, in the street, nigga
The meat that's on their minds and in the system other than changing the id
For those who are dead, that they were on the course at night in the murky
Oh, oh, oh girl, if you asked for one, he asks the two
I'm going to pass pu rights, also in the world, along with the moon
You have a product to have to sell it but we use
The peace of the ta's mind, and the safety and security in the waistband
Each of the street, the city, each and every flesh, every body
And the clouds are coming in and feeding the other a dictatorship
And I did, and I've been living here, yes sir!
I'm outta here yes sir!
But, I do not owe where I am going and not even apologize
They reversed the pattern, that is, the gross domestic product
And the short word to the long days of fighting
I'm just tired of it all that I could see
The throat was drying up, another show that I would
The looks around me, a part of me
A night out for us
Early in the morning to find themselves alone one night in the war
The friend, well-equipped, broken, empty
Swimming on the high seas
On the side, a mermaid, piranha bait
Here, on the ground, stepping it explodes
Here, in the fuck, life, inspire
And what's left is a life of selling rooms sagram
And the lights are flashing
Cameras to look at
And it looks to burn it all
And no one wants to be a witness and not to rely on the police:

nDécadas in the spring, and the mother is able to do the news well
The only sure thing is that it's going to rain for the police there
The decades of the spring and the mother is able to do the news well
The only sure thing is that it's going to rain for the police there

Devido à falta de tempo e de pessoas, muitas traduções são feitas com o tradutor automático.
Sabemos que não é o melhor, mas é o suficiente para deixar claro para aqueles que nos visitam.
Com a sua ajuda e a dos outros visitantes, podemos fazer deste site uma referência para as traduções de músicas.
Você quer dar sua contribuição para a música Selva De Concreto Estamos felizes!

Ultimas Traduções e Letras Inseridas Nocivo Shomon

R.U.A.
O álbum R.U.A. contém a música Selva De Concreto de Nocivo Shomon .
Você está interessado em outras traduções das músicas do álbum R.U.A. ?

Na direita você encontrará a lista de músicas contido neste álbum de que não temos a tradução Se você gostaria da tradução de uma dessas músicas, clique no botão apropriado. Quando chegarmos a pelo menos 3 relatórios para uma música, ativamos para inserir sua tradução no site.
Nome da músicaRelatóriosVocê quer a tradução?
Desordem 0/3
Poetas da Babilônia 0/3
Selva de Concreto 0/3
Poesia no Caos 0/3
Soldados do Apocalipse 0/3
Cherri Andrea640360
Até agora você melhorou
124
traduções de músicas
Obrigado!