Lisboa à Noite: Tradução em Portugues e Letra - Katia Guerreiro

A Letra e a Tradução em Portugues de Lisboa à Noite - Katia Guerreiro
Lisboa à Noite: Tradução e Letra em Italian - Katia Guerreiro Italian
Lisboa à Noite: Tradução e Letra em Ingles - Katia Guerreiro Ingles
Lisboa à Noite: Tradução e Letra em Espanhol - Katia Guerreiro Espanhol
Lisboa à Noite: Tradução e Letra em Frances - Katia Guerreiro Frances
Lisboa à Noite: Tradução e Letra em Alemao - Katia Guerreiro Alemao
Lisboa à Noite: Tradução e Letra em Portugues - Katia Guerreiro Portugues
Lisboa à Noite: Tradução e Letra em Russo - Katia Guerreiro Russo
Lisboa à Noite: Tradução e Letra em Holandês - Katia Guerreiro Holandês
Lisboa à Noite: Tradução e Letra em Sueco - Katia Guerreiro Sueco
Lisboa à Noite: Tradução e Letra em Norueguês - Katia Guerreiro Norueguês
Lisboa à Noite: Tradução e Letra em Dinamarquês - Katia Guerreiro Dinamarquês
Lisboa à Noite: Tradução e Letra em Hindi - Katia Guerreiro Hindi
Lisboa à Noite: Tradução e Letra em Polonês - Katia Guerreiro Polonês
Abaixo, você encontrará letras , videoclipes e traduções de Lisboa à Noite - Katia Guerreiro em vários idiomas. O vídeo da música com a faixa de áudio da música será iniciado automaticamente no canto inferior direito. Para melhorar a tradução, você pode seguir este link ou pressionar o botão azul na parte inferior.

Lisboa à Noite
Letra de Katia Guerreiro

Lisboa adormeceu, já se acenderam
Mil velas, nos altares das colinas
Guitarras pouco a pouco emudeceram
Cerraram-se as janelas pequeninas

Lisboa dorme um sono repousado
Nos braços voluptuosos do seu Tejo
Cobriu a colcha azul do céu estrelado
E a brisa veio a medo, dar-lhe um beijo

andou de lado em lado
Foi ver uma toirada, depois bailou, bebeu
ouviu cantar o fado

Rompia a madrugada quando ela adormeceu

Lisboa não parou a noite inteira
Boémia, estouvada, mas bairrista
Foi á sardinha assada lá na feira
E á segunda sessão duma revista

Dali, p'ro Bairro Alto, enfim galgou
No céu, a lua cheia refulgia
Ouviu cantar o fado, e então sonhou
Que era a saudade aquela voz que ouvia

Lisboa à Noite
Tradução de Katia Guerreiro em Portugues

Lisboa adormeceu, já se acenderam
Mil velas, nos altares das colinas
Guitarras pouco a pouco emudeceram
Cerraram-se as janelas pequeninas

Lisboa dorme um sono repousado
Nos braços voluptuosos do seu Tejo
Cobriu a colcha azul do céu estrelado
E a brisa veio a medo, dar-lhe um beijo

andou de lado em lado
Foi ver uma toirada, depois bailou, bebeu
ouviu cantar o fado

Rompia a madrugada quando ela adormeceu

Lisboa não parou a noite inteira
Boémia, estouvada, mas bairrista
Foi á sardinha assada lá na feira
E á segunda sessão duma revista

Dali, p'ro Bairro Alto, enfim galgou
No céu, a lua cheia refulgia
Ouviu cantar o fado, e então sonhou
Que era a saudade aquela voz que ouvia

Melhorar esta tradução

Devido à falta de tempo e de pessoas, muitas traduções são feitas com o tradutor automático.
Sabemos que não é o melhor, mas é o suficiente para deixar claro para aqueles que nos visitam.
Com a sua ajuda e a dos outros visitantes, podemos fazer deste site uma referência para as traduções de músicas.
Você quer dar sua contribuição para a música Lisboa à Noite? Estamos felizes!

CRÉDITOS

Se você gosta dessa música, nós o encorajamos a comprá-la. Assim você os apoiará.