Don't Say Goodbye: Tradução em Portugues e Letra - Cevladé

A Letra e a Tradução em Portugues de Don't Say Goodbye - Cevladé
Don't Say Goodbye: Tradução e Letra em Italian - Cevladé Italian
Don't Say Goodbye: Tradução e Letra em Ingles - Cevladé Ingles
Don't Say Goodbye: Tradução e Letra em Frances - Cevladé Frances
Don't Say Goodbye: Tradução e Letra em Alemao - Cevladé Alemao
Don't Say Goodbye: Tradução e Letra em Portugues - Cevladé Portugues
Don't Say Goodbye: Tradução e Letra em Russo - Cevladé Russo
Don't Say Goodbye: Tradução e Letra em Holandês - Cevladé Holandês
Don't Say Goodbye: Tradução e Letra em Sueco - Cevladé Sueco
Don't Say Goodbye: Tradução e Letra em Norueguês - Cevladé Norueguês
Don't Say Goodbye: Tradução e Letra em Dinamarquês - Cevladé Dinamarquês
Abaixo, você encontrará letras , videoclipes e traduções de Don't Say Goodbye - Cevladé em vários idiomas. O vídeo da música com a faixa de áudio da música será iniciado automaticamente no canto inferior direito. Para melhorar a tradução, você pode seguir este link ou pressionar o botão azul na parte inferior.

Don't Say Goodbye
Letra de Cevladé

Que entre el que quiera, ya la casa esta vacía
-a si, ah?
bueno, hay fantasmas todavía
Había fantasía en demasía
Embalá en alguna caja que seguro por ahí anda perdía
No quiero usar más la máscara de toro
Desde hoy día usaré la mia
El muro detuvo mi voz
Pero no pudo jamás
Ser más oscuro
Que el track que dentro de mi nacía

Otro muro caía:
De la ira a la alegría
Otro viaje sin sentido
Misma letra en otra melodía

He escrito la misma cancion tantas veces
Que una má otra más sería

Pasa de fobia a la euforia
Mi rima trae ruina, pero construye otra historia;
La alegría es solo una alegoría
De la agonía:
Melodía del poeta que moría siendo escoria

No escuchas los gritos que van escondidos
Entre cada silencio, el aullido en tu oido?
Bebido, bebida no es cura
La cruda se duerme en la sombra desnuda
Del verso que tiembla, que siembra la duda
Y arranca del cuerpo del cuervo las plumas

Ven a ver po, el poder moderno del verbo
El cuerno de astaire no quiero ser yo!

Construyo sólo para poder destruir
Me invento mil colores
Pa brillar y relucir
Me escribo un par de alas
6 coronas, 12 hadas
Un trono dentro de otro mundo
Así tengo donde huir

Mirarme como soy, no sabes cuánto me aterra
Mis ornamentos
Adornan por dentro
Tornan momentos
Tensos en tiernos:
Aunque caiga de rodillas sigo en pie de guerra!

Aqui estoy fuera
Otra mudanza ahora me espera
Será mi primera maldita primavera
Mi metáfora es la fiera
La furia y eso que fuera
La ferocidad silente
Y elegante en la pantera

La cantera
En la cartera
Olvida la billetera!
Le cante la casa de astaire entera
Pero antes eran
Prisioneras las rimas
Que hoy me liberan
Verán que vuelan

Serán golondrinas
Que no esperan
Se van en pleno veran !

O- toño , ves lo que pasó? como no? la casa se cayó!
Era demasiado odio, así que el muro sucumbió
Era demasiado obvio que Astaire siempre fui yo

Un mareo ocasional?
Montaña rusa emocional
Primer segundo: todo bien
Al segundo segundo mal!
Cada verso fue un ladrillo menos
Ahora puedo voltear a ver las ruinas sin volverme una estatua de sal!

Otra vez erraste
La puerta cerraste y
Desastre:
El rastro de su rostro borraste
Astaire, te ahorraste
Ver el triste contraste
¡deshazte de la que besaste!

Busca paz, ve por más
Sé capaz , de ver tras
El disfraz de voraz
Y tenaz soledad
Ya verás
Que no estás
Solo en verdad
Que el odio no es más
Que un impulso breve y fugaz

Para que nunca mas vivas en una jaula
Toma todas tus rimas y haz el amor con cada una

Grito ácido y sangre
Me desgarra el esófago la furia del enjambre
Yo no rapeo lo que quieres escuchar
Si mi vida ya no cambia, mi rap no va a cambiar

El mundo no es rosado
Sólo porque querías
El mundo fue y será una porquería
Pero ya salimos de la pesadilla
Nunca regresaré, la lección aprendí, me fui ya
Aunque me fascine la fantasía
Debo hacer las cosas solo, ya no vivo entre comillas

Al fin 14 tracks!
Puedo descansar en paz entre las piernas de Paz
Despacio! en el pasto vas
De paso y paseo por la vida
Plasmando pasión en frases-

Es que a través de mis discos
Pude aprender a aceptarme
Ahora que estoy fuera del laberinto
Haré nuevas cosas, empiezo a sanarme

Es que a través de mis discos
Pude volver a encontrarme
Ahora emprendo un nuevo rumbo distinto
Adiós
Gracias por escucharme!

Don't Say Goodbye
Tradução de Cevladé em Portugues

Que entre o que quiser, já que a casa esta vazia
-se, ah?
bom, há fantasmas ainda
Tinha fantasia muito
Embalá em alguma caixa seguro que por aí anda perdido
Não quero usar mais a máscara de touro
A partir de hoje usarei a mia
O muro parou a minha voz
Mas não poderia jamais
Ser mais escura
Que o track que dentro de mim nascia

Otro muro caiu:
A ira, a alegria
Outra viagem sem sentido
Mesma letra na outra melodia

He escrito a mesma canção tantas vezes
Que um mais um mais seria

Pasa de fobia à euforia
Minha rima traz ruína, mas constrói uma outra história;
A alegria é apenas uma alegoria
Da agonia:
Melodia do poeta que morreu sendo escória

não escutar os gritos que vão escondidos
Entre cada silêncio, o uivo em seu ouvido?
Bebido, bebida não é cura
A cru dorme na sombra nua
Do verso que treme, que semeia a dúvida
E arrancar do corpo do corvo as penas

Ven a ver po, o poder moderno do verbo
O chifre de astaire não quero ser eu!

Construyo só para poder destruir
Eu invento mil cores
Pa brilhar e reluzir
Eu escrevo um par de asas
6 coroas, 12 fadas
Um trono dentro de outro mundo
Assim tenho para onde fugir

Mirarme como eu sou, não sabe o quanto eu morro de medo
Meus ornamentos
Adornam por dentro
Tornam momentos
Tensos no concurso:
Apesar de cair de joelhos eu continuo em pé de guerra!

Aqui estou fora
Outra mudança agora me espera
Será minha primeira maldita primavera
A minha metáfora é a fiera
A fúria e que fora
A ferocidade silencioso
E elegante, a pantera

a pedreira
Na carteira
Esquece a carteira!
Lhe cante a casa de astaire inteira
Mas antes eram
Prisioneiras das rimas
Que hoje me livram
Vai ver que voam

Serão andorinhas
Que não esperam
Vão em pleno verão !

ão - toño , você vê o que aconteceu? como não? a casa caiu!
Era muito ódio, assim que o muro sucumbiu
Era muito óbvio que Astaire sempre fui eu

um tontura ocasional?
Montanha-russa emocional
Segundo: tudo bem
O segundo mal!
Cada verso foi um tijolo menos
Agora posso virar para ver as ruínas sem me tornar uma estátua de sal!

Otra vez erraste
A porta cerraste e
Desastre:
O traço do seu rosto, tu levaste
Astaire, se ahorraste
Ver o triste contraste
mantenha a que besaste!

Busca paz, visto por mais
Seja capaz de ver depois
O disfarce de voraz
E tenaz solidão
Pois você vai ver
Que você não está
Só em verdade
Que o ódio não é mais
Que um impulso breve e fugaz

Para que nunca mais vivas em uma gaiola
Pegue todas as suas rimas e faça amor com cada um

Grito ácido e sangue
Me despedaça o esófago e a fúria do enxame
Eu não rapeo o que você quer ouvir
Se a minha vida não muda, o meu rap não vai mudar

o mundo não é cor-de-rosa
Só porque querias
O mundo foi e será uma porcaria
Mas já saímos do pesadelo
Nunca voltarei, a lição que eu aprendi, eu já fui
Embora me fascine a fantasia
Devo fazer as coisas sozinho, já não vivo entre aspas

enquanto fim 14 tracks!
Posso descansar em paz entre as pernas de Paz
Devagar! na grama você
De passagem e passeio pela vida
Plasmando a paixão em frases-

bem, que através de meus discos
Pude aprender a me aceitar
Agora que estou fora do labirinto
Farei coisas novas, eu começo a me curar

bem, que através de meus discos
Pude voltar a me encontrar
Agora comprometo-me a um novo caminho diferente
Adeus
Obrigado por me ouvir!

Melhorar esta tradução

Devido à falta de tempo e de pessoas, muitas traduções são feitas com o tradutor automático.
Sabemos que não é o melhor, mas é o suficiente para deixar claro para aqueles que nos visitam.
Com a sua ajuda e a dos outros visitantes, podemos fazer deste site uma referência para as traduções de músicas.
Você quer dar sua contribuição para a música Don't Say Goodbye Estamos felizes!

Cevladé

Don't Say Goodbye: Tradução e Letra - Cevladé
Cevladé caracteriza-se pela qualidade poética e filosófica de sua escrita; além do particular modo no que possui a mesma batida soul e o slow jam, enriquecendo seu som com a incorporação de músicos de jazz nas texturas e arranjos.

Don't Say Goodbye

Don't Say Goodbye é a nova música de Cevladé extraída do álbum ''.

Outros álbuns de Cevladé

Este álbum com certeza não é o primeiro da sua carreira, queremos lembrar álbuns como La Casa de Astaire.

Ultimas Traduções e Letras Inseridas Cevladé

Ultimas Traduções e Letras Inseridas

Traduções mais vistas esta semana

Até agora você melhorou
155
traduções de músicas
Obrigado!