Anos 90: Tradução em Portugues e Letra - Aliados Do Senhor

A Letra e a Tradução em Portugues de Anos 90 - Aliados Do Senhor
Anos 90: Tradução e Letra em Italian - Aliados Do Senhor Italian
Anos 90: Tradução e Letra em Ingles - Aliados Do Senhor Ingles
Anos 90: Tradução e Letra em Espanhol - Aliados Do Senhor Espanhol
Anos 90: Tradução e Letra em Frances - Aliados Do Senhor Frances
Anos 90: Tradução e Letra em Alemao - Aliados Do Senhor Alemao
Anos 90: Tradução e Letra em Portugues - Aliados Do Senhor Portugues
Anos 90: Tradução e Letra em Russo - Aliados Do Senhor Russo
Anos 90: Tradução e Letra em Holandês - Aliados Do Senhor Holandês
Anos 90: Tradução e Letra em Sueco - Aliados Do Senhor Sueco
Anos 90: Tradução e Letra em Norueguês - Aliados Do Senhor Norueguês
Anos 90: Tradução e Letra em Dinamarquês - Aliados Do Senhor Dinamarquês
Anos 90: Tradução e Letra em Hindi - Aliados Do Senhor Hindi
Anos 90: Tradução e Letra em Polonês - Aliados Do Senhor Polonês
Abaixo, você encontrará letras , videoclipes e traduções de Anos 90 - Aliados Do Senhor em vários idiomas. O vídeo da música com a faixa de áudio da música será iniciado automaticamente no canto inferior direito. Para melhorar a tradução, você pode seguir este link ou pressionar o botão azul na parte inferior.

Anos 90
Letra de Aliados Do Senhor

Cresci assim, em meio às tretas e vários chegados
Anos 90, para mim, os mais lembrados
O auge de tudo que prestava, eu e os 'meus parça’
'Nóis na rua' era louco, várias madrugadas
Futebol na rua, cada um protege a sua lata
Ou três na linha e ’os golzinho' não pegava nada
Valendo a Coca: rua de cima contra a de baixo
Quem perder paga a Coca ou toma um esculacho
Põe no alto que o cerol aqui já tá fininho
'Liga os brother, chama a rapa, bora pro campinho'
Fiz meu corre para ajudar e ganhar uma nota
O que sobrava garantia várias 'fichotas'
Fliperama o lugar sagrado da diversão
Street Fighter, várias fichas põem no latão
Final diferente foi para poucos só os guеrreiros
Ninja verde só os pró dos guеrrilheiros


Vamos ao Fliperama, hora de espairecer
Duzentas fichas no bolso, o recorde não vai bater
Brinquedos por todos os lados, espada do He-Man
Crie uma autoestrada, Lego ou Playmobil?
Marvel ou DC? Mary ou Lois Lane?
Multiverso na cena, nerd não perde resenha
É surreal, prepare a estamina
Movimentos ao combinar lhe tira quase que toda barra
'Tô legal' na zona morta ’pra aquecer vamo arremessar’
Pega a bike, longe de casa, deixei um bilhete na estante
Está no ar – está no ar a Focus Dance vai começar
Miami bass sequência, assim que é familiar
Pela cidade, vou celebrar
Não quero ter que negociar, Breakdance and Planet Rock
Tempo não para - década de 90
Eu fecho os olhos e recordo os bons tempos de escola

'Quem é das antiga vai lembrar’ desse jardim
'Antes dessas rua asfaltar os cara é de lá, tudo molequin'
'Já fizeram um campão onde é os predin’, uma bola pra dez 'daquele finin'
Uns dizem que não, outros dizem que sim, JS, há mais de Betim
Traseira no caminhão, para subir o morrão, nadar na barragem, da hora
É quando constava, emprestada, 'as bike Monark'
'As skin era park, os conjunto era Nike, malandragem era Hype'
Thug life era Tupac 'e as mochila era Company'
A última geração que sabe como é viver sem redes sociais
Na rua rolando um som com os manos era demais
Passaram-se os anos, saudades dos manos
Estejam em paz onde estiver, Fernandinho, Robinho e MK


Neguinho na rua, plano traçado, sonhando alto — vai longe —
Flechinha no céu e pés descalços brincando de pique-esconde
Com a tristeza porque 'nóis é zica', ela não vai operar, imperar
Procrastinar, avisa para ela, chegamos para ficar
Um teco na tampinha Cross, cada obstáculo é um treino para vida
Sem massagem ela é, não dá para viver sem a cabeça erguida
— Sente a 'pitchurugue' no vento, vamos celebrar, 'tamo vivo'

Se for para somar então vento, caminhando sem sair do trilho —
Dinossauro sem ter meu Cadillac, mas na vida peguei o meu HK
Minha infância não foi um mar de rosas, mas nada me impediu de sonhar
Já corri 'dos botas da Veraneio', desespero dispara o coração
Deixei de apodar minha raiz, entendi que minha cor é de ação
Cada pinta na Terra é um ponto ligado, presente que a vida me deu
Não roube a bandeira do Leão pois a paz que eu tenho foi Ele quem me deu
Olha para mim, sou um milagre do Pai que com graça soprou meu respirar
Gratidão ao Eterno porque essa graça na Terra me faz descansar

Anos 90 não nasci, mas vivo a escutar
Aprendi que Sabotage está em um bom lugar
Que Guns é clássico e toca na alma
Que 2Pac e Notorious nem sempre 'tretavam'
A galera falava que ia ter carro voador
„Que cada um ia ter o seu robô„
Que viagem, vejo que nada disso aconteceu
A internet chegou e o amor adormeceu
Também contemplei, Racionais escutei
Blim, plow, capítulo quatro versículo três
Jaquetas do Eddy Rock, mochila Jeans
Dragon Ball Z, também eu assisti
Caverna do Dragão, sem Catelyn andamp; Daenerys
„O quê, mas como assim? Sem Van Carice?!„
Claudinho andamp; Bochecha, outro funk clássico
MC Marcinho no rap do solitário
Antigamente as pessoas sentiam a viviam
Hoje as emoções são escondidas pelas views
Antes na rua podia até a madrugada
Hoje ainda, claro-cuidado: Fique ligada
Tempos novos, outras emoções
O amor é sonho e o ódio eles fazem doações
Abraços custam dinheiro, carinho é para quem tem
E ninguém pensa em ninguém
Eu sonho acordada, penso em um mundo melhor
Onde o ódio não tem vez e o foco é Marcos 16

Rage Against the Machine curti em minha adolescência
Edmundo, Valderrama, futebol com reverência
Não tinha o politicamente correto nem a litosfera
Apelido virou Bullying, mas que geração Nutella
Curti os Thundercats, Dragon Ball e o Pica-Pau
Na escola não cantava o hino nacional
Brincando de 'hoje não', tomei várias voadoras
Lembrei do Gil Gomes do 'Aqui Agora', que época boa
No antigo Mineirão já fui muito de geral
Estádio dividido, Cruzeiro e Galo, sensacional!
Estamos caminhando para jogos de uma torcida
Vão proibir bandeiras e cânticos, rodar a camisa
Para ficar fora da sala, dançava na festa junina
Apresentação de trabalho era feita com cartolina
Meu primeiro vinil foi o clássico rap Brasil
„E quem não gostou, vai para Furacão 2000!„

Anos 90
Tradução de Aliados Do Senhor em Portugues

Cresci assim, em meio às tretas e vários chegados
Anos 90, para mim, os mais lembrados
O auge de tudo que prestava, eu e os 'meus parça’
'Nóis na rua' era louco, várias madrugadas
Futebol na rua, cada um protege a sua lata
Ou três na linha e ’os golzinho' não pegava nada
Valendo a Coca: rua de cima contra a de baixo
Quem perder paga a Coca ou toma um esculacho
Põe no alto que o cerol aqui já tá fininho
'Liga os brother, chama a rapa, bora pro campinho'
Fiz meu corre para ajudar e ganhar uma nota
O que sobrava garantia várias 'fichotas'
Fliperama o lugar sagrado da diversão
Street Fighter, várias fichas põem no latão
Final diferente foi para poucos só os guеrreiros
Ninja verde só os pró dos guеrrilheiros


Vamos ao Fliperama, hora de espairecer
Duzentas fichas no bolso, o recorde não vai bater
Brinquedos por todos os lados, espada do He-Man
Crie uma autoestrada, Lego ou Playmobil?
Marvel ou DC? Mary ou Lois Lane?
Multiverso na cena, nerd não perde resenha
É surreal, prepare a estamina
Movimentos ao combinar lhe tira quase que toda barra
'Tô legal' na zona morta ’pra aquecer vamo arremessar’
Pega a bike, longe de casa, deixei um bilhete na estante
Está no ar – está no ar a Focus Dance vai começar
Miami bass sequência, assim que é familiar
Pela cidade, vou celebrar
Não quero ter que negociar, Breakdance and Planet Rock
Tempo não para - década de 90
Eu fecho os olhos e recordo os bons tempos de escola

'Quem é das antiga vai lembrar’ desse jardim
'Antes dessas rua asfaltar os cara é de lá, tudo molequin'
'Já fizeram um campão onde é os predin’, uma bola pra dez 'daquele finin'
Uns dizem que não, outros dizem que sim, JS, há mais de Betim
Traseira no caminhão, para subir o morrão, nadar na barragem, da hora
É quando constava, emprestada, 'as bike Monark'
'As skin era park, os conjunto era Nike, malandragem era Hype'
Thug life era Tupac 'e as mochila era Company'
A última geração que sabe como é viver sem redes sociais
Na rua rolando um som com os manos era demais
Passaram-se os anos, saudades dos manos
Estejam em paz onde estiver, Fernandinho, Robinho e MK


Neguinho na rua, plano traçado, sonhando alto — vai longe —
Flechinha no céu e pés descalços brincando de pique-esconde
Com a tristeza porque 'nóis é zica', ela não vai operar, imperar
Procrastinar, avisa para ela, chegamos para ficar

Um teco na tampinha Cross, cada obstáculo é um treino para vida
Sem massagem ela é, não dá para viver sem a cabeça erguida
— Sente a 'pitchurugue' no vento, vamos celebrar, 'tamo vivo'
Se for para somar então vento, caminhando sem sair do trilho —
Dinossauro sem ter meu Cadillac, mas na vida peguei o meu HK
Minha infância não foi um mar de rosas, mas nada me impediu de sonhar
Já corri 'dos botas da Veraneio', desespero dispara o coração
Deixei de apodar minha raiz, entendi que minha cor é de ação
Cada pinta na Terra é um ponto ligado, presente que a vida me deu
Não roube a bandeira do Leão pois a paz que eu tenho foi Ele quem me deu
Olha para mim, sou um milagre do Pai que com graça soprou meu respirar
Gratidão ao Eterno porque essa graça na Terra me faz descansar

Anos 90 não nasci, mas vivo a escutar
Aprendi que Sabotage está em um bom lugar
Que Guns é clássico e toca na alma
Que 2Pac e Notorious nem sempre 'tretavam'
A galera falava que ia ter carro voador
„Que cada um ia ter o seu robô„
Que viagem, vejo que nada disso aconteceu
A internet chegou e o amor adormeceu
Também contemplei, Racionais escutei
Blim, plow, capítulo quatro versículo três
Jaquetas do Eddy Rock, mochila Jeans
Dragon Ball Z, também eu assisti
Caverna do Dragão, sem Catelyn andamp; Daenerys
„O quê, mas como assim? Sem Van Carice?!„
Claudinho andamp; Bochecha, outro funk clássico
MC Marcinho no rap do solitário
Antigamente as pessoas sentiam a viviam
Hoje as emoções são escondidas pelas views
Antes na rua podia até a madrugada
Hoje ainda, claro-cuidado: Fique ligada
Tempos novos, outras emoções
O amor é sonho e o ódio eles fazem doações
Abraços custam dinheiro, carinho é para quem tem
E ninguém pensa em ninguém
Eu sonho acordada, penso em um mundo melhor
Onde o ódio não tem vez e o foco é Marcos 16

Rage Against the Machine curti em minha adolescência
Edmundo, Valderrama, futebol com reverência
Não tinha o politicamente correto nem a litosfera
Apelido virou Bullying, mas que geração Nutella
Curti os Thundercats, Dragon Ball e o Pica-Pau
Na escola não cantava o hino nacional
Brincando de 'hoje não', tomei várias voadoras
Lembrei do Gil Gomes do 'Aqui Agora', que época boa
No antigo Mineirão já fui muito de geral
Estádio dividido, Cruzeiro e Galo, sensac

Melhorar esta tradução

Devido à falta de tempo e de pessoas, muitas traduções são feitas com o tradutor automático.
Sabemos que não é o melhor, mas é o suficiente para deixar claro para aqueles que nos visitam.
Com a sua ajuda e a dos outros visitantes, podemos fazer deste site uma referência para as traduções de músicas.
Você quer dar sua contribuição para a música Anos 90 Estamos felizes!

Aliados Do Senhor

Anos 90: Tradução e Letra - Aliados Do Senhor

Anos 90

Aliados Do Senhor lançou uma nova música nomeada 'Anos 90' extraída do álbum 'Antigo & Moderno' e nos estamos felizes en mostrar-lhes o texto e a tradução.

As 15 músicas que compõem o álbum sãos as seguintes:

Estes são alguns dos sucessoscantados por . Entre parênteses vocês encontram o nome do álbum:

Ultimas Traduções e Letras Inseridas Aliados Do Senhor

Ultimas Traduções e Letras Inseridas

Traduções mais vistas esta semana

Até agora você melhorou
225
traduções de músicas
Obrigado!